PT160501

Mais uma vergonhosa Tristeza à Portuguesa! Dê o seu contributo partilhando esta triste notícia, ajude estas pessoas...

FitiniZini.Com

A Câmara Municipal de Oeiras quer despejar uma família de 8 Timorenses de uma casa municipal onde pagam renda... tudo por causa de uma dívida antiga

NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA 19/06/2016 14:00: Problema Resolvido!!!
ACABOU A AFLIÇÃO DOS 8 TIMORENSES! Já se conseguiu reunir os 30% para se evitar o despejo dos 8 Timorenses.
Temos o prazer de vos informar que graças ao esforço de todos nós e ao Almoço do Batardan Solidário, realizado no dia 18/Junho/2016 já se conseguiu juntar a totalidade dos 30% para que a Câmara Municipal de Oeiras não proceda ao despejo da Família de 8 Timorenses em Laveiras e se possa, agora, assinar o acordo de pagamento a prestações mensais do resto da dívida.
Um sincero MUITO OBRIGADO pela grande Solidariedade manifestada pelos falantes da Língua Portuguesa, espalhados pelos Quatro Cantos do Mundo.
Sem a vossa Solidariedade, esta situação, nunca teria um final feliz.
Um Grandioso Obrigado, minhas Amigas e meus Amigos.
FitiniZini.com

NOTÍCIA DE 15/06/2016 12:00: Almoço de Batardan Solidário
A Uma Timor - Salurik organiza um Almoço de Batardan Solidário, por sugestão da Sra. Dra. Maria Paixão da Costa, Embaixadora da República Democrática de Timor Leste em Portugal, para ajudar uma família de timorenses de Laveiras.
O Batardan é uma famosíssima refeição típica de Timor Leste, muito agradável e saborosa.
Assim, convidam-se todos os Amigos(as) interessados para almoçar no próximo Sábado no Espaço Timor junto à Assembleia da Repúplica em Lisboa, pelas 13 horas.
Contará também com algumas agradáveis surpresas para todos que quiserem participar, permitindo um momento cultural, recreativo e de convívio.
Contamos com a sua presença, no próximo sábado, dia 18/06 às 13H00, no Espaço por Timor.
POR FAVOR RSVP: Confirme a sua presença para o email: umatimor.salurik@gmail.com
ou para os Telemóveis: 91 921 60 62 e 96 35 55 784
Local: Rua de S. Bento 182, ao lado da Assembleia da República em Lisboa, Portugal
Hora: 13 horas
Por favor, ainda pode dar o seu contributo para esta causa. Existem duas formas de fazer a sua doação:
1. Ou por transferência bancária para (caso não pretenda ficar como Anónimo, indique o seu nome no acto da transferência): Banco: CGD da Agência sita na Rua António Augusto de Aguiar, 1069-437 Lisboa, Portugal:
IBAN: PT50 0035 0097 0000 8750 930 95 - BIC SWIFT CODE: CGDIPTPL
2. Ou através de de uma pequena doação clicando no botão DOAR aqui em baixo:
( Ajude esta causa da Família de 8 Timoreenses, faça uma pequena doação )

NOTÍCIA DE 1/06/2016 12:00:
Recebemos de fonte fidedigna a Informação seguinte:
"Há movimentação institucional no sentido de dar uma “mão” na solução da questão e o despejo continua suspenso."
Ainda não se conseguiu reunir os 2902,85 euros (30% da dívida) exigidos pela Câmara Municipal de Oeiras, para se poder assinar o acordo de pagamento em prestações dos restantes ~6 mil euros.
Iniciou-se uma campanha pública para se poder evitar o despejo da Família de 8 Timorenses (4 dos quais são menores). Veja a Lista da Solidariedade com os nomes solidários sem indicação das quantias.
Renovamos, assim, o pedido de Likes e Partilhas desta causa, por todos(as) os(as) Amigos(as).
Por favor, dê o seu contributo para esta causa (SÓ JÁ FALTAM 1000 EUROS). Existem duas formas de fazer a sua doação:
1. Ou por transferência bancária para (caso não pretenda ficar como Anónimo, indique o seu nome no acto da transferência): Banco: CGD da Agência sita na Rua António Augusto de Aguiar, 1069-437 Lisboa, Portugal:
IBAN: PT50 0035 0097 0000 8750 930 95 - BIC SWIFT CODE: CGDIPTPL
2. Ou através de de uma pequena doação clicando no botão DOAR aqui em baixo:
( Ajude esta causa da Família de 8 Timoreenses, faça uma pequena doação )

NOTÍCIA DE 23/05/2016 12:00:
A Câmara Municipal de Oeiras concedeu no dia 20/Maio/2016, mais um prolongamento de CINCO dias úteis, para que a situação seja resolvida.
Mas, no entanto, dos 2902,85 euros (30% da dívida) exigidos pela Câmara Municipal de Oeiras, somente se conseguiu reunir cerca de 1900 Euros. Portanto, AINDA FALTAM 1000 EUROS para resolver o problema e se poder assinar o acordo de pagamento em prestações dos restantes ~6 mil euros.
Iniciou-se uma campanha pública para se poder evitar o despejo da Família de 8 Timorenses (4 dos quais são menores). Veja a Lista da Solidariedade com os nomes solidários sem indicação das quantias.
Assim, mais uma vez, renovamos o pedido de Likes e Partilhas desta causa, por todos(as) os(as) Amigos(as). Pedimos, também, a vossa solidariedade para fazerem a doação de um pequeno montante, para ajudar a resolver este problema, de uma vez por todas.
Por favor, dê o seu contributo para esta causa. Existem duas formas de fazer a sua doação:
1. Ou por transferência bancária para (caso não pretenda ficar como Anónimo, indique o seu nome no acto da transferência): Banco: CGD da Agência sita na Rua António Augusto de Aguiar, 1069-437 Lisboa, Portugal:
IBAN: PT50 0035 0097 0000 8750 930 95 - BIC SWIFT CODE: CGDIPTPL
2. Ou através de de uma pequena doação clicando no botão DOAR aqui em baixo:
( Ajude esta causa da Família de 8 Timoreenses, faça uma pequena doação )

NOTÍCIA DE 13/05/2016:
Não se conseguiram, até ao dia 13/Maio/2016, os 2902,85 euros (30% da dívida) exigidos pela Câmara Municipal de Oeiras, para se poder assinar o acordo de pagamento em prestações dos restantes ~6 mil euros. O Município de Oeiras deu mais cinco dias úteis para se angariar o montante de ~3 mil euros e aceitou protelar a suspensão do despejo até Sexta-Feira dia 20/Maio/2016.
Já se iniciou uma campanha pública para se poder evitar o despejo da Família de 8 Timorenses (4 dos quais são menores). Já temos algumas contribuições do exterior e, directamente no Facebook, Veja a Lista da Solidariedade com os nomes solidários sem indicação das quantias. Renovamos, assim, o pedido de Likes e Partilhas desta causa, por todos(as) os(as) Amigos(as). Pedimos, também, a vossa solidariedade para fazerem a doação de um pequeno montante, para ajudar a resolver este problema, de uma vez por todas.
Por favor, dê o seu contributo para esta causa. Existem duas formas de fazer a sua doação:
1. Ou por transferência bancária para (caso não pretenda ficar como Anónimo, indique o seu nome no acto da transferência): Banco: CGD da Agência sita na Rua António Augusto de Aguiar, 1069-437 Lisboa, Portugal:
IBAN: PT50 0035 0097 0000 8750 930 95 - BIC SWIFT CODE: CGDIPTPL
2. Ou através de de uma pequena doação clicando no botão DOAR aqui em baixo:
( Ajude esta causa da Família de 8 Timoreenses, faça uma pequena doação )

NOTÍCIA DE 6/05/2016 14:18:
Por razões de impossibilidade horária, a reunião do dia 6 de Maio de 2016, passou para a Segunda-feira, dia 9 de Maio de 2016.
Continuaremos, assim, solidariamente e sempre alerta, todos juntos a apoiar esta causa, até ela ter um final feliz...

NOTÍCIA DE 3/05/2016 15:04:
Acabamos de ser informados por e-mail (exactamente às 3/05/2016 15:04) pela Presidente da Associação UMA Timor SALURIK - Associação da Comunidade Timorense no Exterior - à qual agradecemos, desde já, a amabilidade em nos contactar e que vieram manifestar a sua enorme preocupação sobre esta trágica situação, relativamente ao possível despejo da família de 8 Timorense (4 são menores).
A Associação UMA Timor SALURIK expressou, também, a sua esperança em que a Câmara Municipal de Oeiras tenha toda a flexibilidade e compreensão para poder resolver esta situação o mais rapidamente possível, sem prejuízo para a família dos 4 menores envolvidos.

NOTÍCIA DE 2/05/2016 18:25:
Fomos informados por e-mail (exactamente às 2/05/2016 18:25) pelo Chefe do Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, dizendo que foi suspensa temporariamente a Acção de Despejo Judicial. E que se encontra agendada, para o próximo dia 6 de Maio de 2016, a assinatura do acordo, para um plano de pagamento com vista a regularizar a situação e, dessa forma, suspender a Acção de Despejo.
O nosso objectivo foi tudo fazer para evitar que uma família de 8 Timorenses (4 são crianças) fosse despejada... Este Artigo foi lançado durante o fim-de-semana, não tendo sido possível contactar a autarquia na altura. O Alerta foi lançado e em menos de 24 horas, o Município de Oeiras reagiu: informando que a Acção de Despejo estava suspensa temporariamente e que estava em curso um acordo com vista a regularizar a situação e, dessa forma, suspender a ação de despejo dos 8 Timorenses.
Por isso, aproveitamos para agradecer a amabilidade da Câmara Municipal de Oeiras por nos ter contactado e felicitar o acto de enorme justiça social que acaba de ser manifestado pelas chefias deste mesmo município. Ficaremos, agora, a aguardar que a Câmara Municipal de Oeiras possa resolver esta situação, para o bem de todos...

* Por Fitini Zini, 1/Maio/2016 em Lisboa

A Câmara Municipal de Oeiras quer despejar uma família de 8 Timorenses de uma casa municipal onde pagam renda (270€) por causa de uma dívida antiga.

Os inquilinos querem pagar a dívida antiga (~10 mil Euros) a prestações, porque não conseguem pagar a pronto. Mas, a Câmara de Oeiras não aceita...

E andamos nós cinicamente a tentar trazer "refugiados" para Portugal... Hehehehe... Pois, é por causa destas e doutras que eles... nem cá querem por os pés. Pooooiiis...

Se nem aos que cá temos, conseguimos ajudar, quanto mais aos "outros" que nunca vimos de lado nenhum e, tão pouco, falam Português, ou têm as nossas raízes culturais...

Agora só são 8... os despejados, imaginemos quando forem os tais 10 mil ou mais "refugiados"... vamos "despejá-los" para onde? Para o Tejo? Douro?... - NÃÃÃÃÃÃOOO... isso vai contra os Direitos Humanos! - diria logo um(a) Político(a) Esganiçado(a) qualquer(a?)... mas, depois, lá irão acabar por "despejá-los" noutro lugar qualquer, longe dos olhares da opinião pública... tal como agora estão a tentar fazer a estes Timorenses, os mesmos que outrora foram recebidos de braços abertos...

Mais uma Vergonhosa Tristeza... à Portuguesa!

Ainda por cima, como podem ver no que agora se segue mais abaixo: o Município de Oeiras, provavelmente, o mais rico de Portugal, está muito bem equipado, tem boas infra-estruturas e uma especial sensibilidade no tratamento do novo fenómeno social que lança anónimos trabalhadores para a miséria...

OEIRAS INAUGURA CASA DE TRANSIÇÃO - “CASA DOS CORAÇÕES” PARA PESSOAS SEM-ABRIGO

A Câmara Municipal de Oeiras reformulou um espaço municipal, com tipologia T3, para criar uma casa de transição para pessoas em situação de sem-abrigo. Chama-se “Casa dos Corações” e a respetiva inauguração está marcada para o dia 6 de março, às 17H00, na Rua do Chafariz, n.º 7 – R/C Esq.º, no Bairro dos Corações, em Oeiras. Trata-se de um equipamento único no Concelho, que consistiu num investimento municipal de cerca de 19 mil euros.

A“Casa dos Corações” tem capacidade para acolher quatro pessoas, entre os 18 e os 65 anos, em situação de sem abrigo, e que sejam acompanhadas e devidamente assinaladas pelo Instituto de Prevenção e Tratamento da Dependência Química e Comportamentos Compulsivos (IDEQ).

Esta casa tem como objetivo promover a reintegração social, profissional e familiar dos indivíduos, garantindo o seu alojamento, assim como o acompanhamento diário individualizado. Ali é, ainda, assegurada uma articulação regular com os diversos parceiros sociais locais.

A gestão deste equipamento cabe ao IDEQ, entidade com quem o Município de Oeiras articula há já vários anos numa base regular, quer no apoio que esta Instituição presta à população toxicodependente e sem-abrigo, através da sua Equipa de Intervenção Direta, quer na sua ativa participação do NPISA/Oeiras – Núcleo de Planeamento e Intervenção com Pessoas Sem-Abrigo, configurando um parceiro essencial no acompanhamento e colaboração na definição dos projetos de vida dos indivíduos em situação de fragilidade social extrema, em estreita articulação com os restantes atores sociais locais.

A criação da Casa de Transição – “Casa dos Corações” resulta da necessidade de se concretizarem localmente as orientações da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem Abrigo (ENIPSA). Deste modo, estando o Município de Oeiras investido na criação de respostas especificamente dirigidas à população sem-abrigo, formalizou-se o Contrato de Cedência de Instalações em Regime de Comodato entre o Município de Oeiras e o Instituto de Prevenção e Tratamento da Dependência Química e Comportamentos Compulsivos (IDEQ), para a criação da “Casa dos Corações” – casa de transição para pessoas em situação de sem-abrigo.

Uii-Uiiii... Mais uma Vergonhosa Tristeza... à Portuguesa!

( Ajude estas pessoas... )

Lisboa, 1/Maio/2016

Todos os Direitos de Propriedade Intelectual pertencem a:

Dr. Fortunato Da COSTA
EMail: fitini@fitini.net

Por favor, AJUDE-NOS a continuar
estes Artigos para a sua Leitura Gratuita:

* Dr. Fortunato Da COSTA, Mestre em Estudos Europeus pelo Instituto de Estudos Europeus, Licenciado em Administração Pública e Bacharel em Engenharia é Consultor Internacional Perito em Arquitectura Organizacional e Sistemas de Informação, Empresário, Professor, Formador, Orador em Palestras e Conferências, Escritor, Director da Fitini.NET ConsultinG, podendo ser contactado pelo e-mail: fitini@fitini.net. Visite: Fitini.NET ConsultinG

É Proibido utilizar qualquer cópia, ou qualquer parte, deste documento sem autorização por escrito.
Direitos de Autor totalmente protegidas Mundialmente pela Lei, Desde 2007.


InMental-Institute.com Psicologia Hipnoterapia
Sonoterapia Apneiaterapia
...
InMental-Institute.com
PORTUGAL


[ Menu FitiniZini.com ]
?


Games Shopping Travel Health Fashion Consulting News Search Casino

E-Mail => fitini@fitinizini.com

Fitini.NET / FitiniZini.com i-Portal
O i-Portal de Humanos Inteligentes
Desde 2000, Todos os Direitos e Marcas Reservados